Forum de Tecnologia Social Para Limpeza da Periferia de fortaleza

Em maio de 2017, os moradores do conjunto Palmeira criaram o Fórum   de Tecnologia Social para Limpeza das Periferias de Fortaleza, que reúne-se mensalmente. O Fórum conta com a participação dos moradores do Conjunto Palmeira e comunidades adjacentes, professores do curso de Economia Ecológica da  Universidade Federal do Ceará, representantes da prefeitura de Fortaleza através do IPLANFOR (Instituto de Planejamento de Fortaleza), representantes da ECOFOR/Marquise (concessionaria de limpeza da cidade), além de lideranças e técnicos de ONGS interessados pelo tema. 

O Objetivo do Forum é mobilizar a sociedade para , através de Mutirões Comunitários e outras ações cidadãs,  realizar iniciativas de limpeza da cidade de Fortaleza, com grande impacto ambiental. 

No ultimo dia 13/07/2017 o Forum visitou 03 experiencias iniciadas no mês de junho: a) Composteiras Coletivas no Conjunto Palmeira, b) Horta Comunitária  da Associação Mulheres Emancipadas e c) Humanização do Canteiro Central da Av. Castelo de Castro no Conjunto São Cristovão.

CONHEÇA MAIS SOBRE AS COMPOSTEIRAS COLETIVAS

Uma comissão eleita pelo Forum fez um treinamento sobre criação de composteiras, ministrado pelo Guto e a Telma (participantes do Forum) . O treinamento se deu em 03 momentos: na Residência do Guto, na “Casa do Caminho” no Centro Ecumênico Uirapuru (CEU) e  na Associação Emancipadas.

 Após o treinamento, foram implantadas 04 Composteiras Coletivas em um  quarteirão da Av, Val Paraiso, entre Rua Edilson Candeia e Av. Iracema – Conjunto Palmeira .

 As Composteiras funcionam da seguinte forma:

 i) Todos os moradores e comerciantes do Quarteirão  foram treinados  sobre a importância da Composteira. Foi distribuído um folheto  com uma relação de resíduos   que podem ser colocados na Composteira (orgânicos) e os que não devem ser colocado.

ii) Foram espalhadas  04 Composteiras ao longo do Canteiro  Central do quarteirão, facilitando o acesso dos moradores / comerciantes.

iii) Cada morador / comerciante recebeu um balde para armazenar os resíduos orgânicos e posteriormente colocar na Composteira. A toda h hora, os moradores/comerciantes fazem o descarte de seus resíduos de forma auto-gestionária.

iv) Uma comissão de 02 moradores faz a inspeção diária nas Composteiras, corrigindo algum problema e tomando medidas técnicas.

 Números das Composteiras

Foi estimado pelo Conselho do Quarteirão que cada morador / comerciante  deposita na Composteira, em média,  300 gramas de resíduo orgânico por dia. Quando multiplicado pelas 40 residências / comércios existentes no quarteirão, chegamos ao número de 12k por dia. Somado a aproximadamente 1 kl dia de folhas, palhas, podas e serragens temos 13k / dia, ou 390 k / mês de resíduos orgânico recolhidos na Composteria, só em um quarteirão. Estes resíduos, além  de se transformarem em adubo beneficiando a comunidade,   deixam de ser coletados pelo caminhão de limpeza,  economizando recursos públicos e economizando espaço no aterro sanitário.O adubo das Composteiras Coletivas serão utilizados na humanização dos canteiros, em hortas comunitárias ou comercializados com recursos revertidos para .ações no quarteirão.


img596e62f57c8b1jpg